Apoio Contato Promoções Matérias Especiais Programação A Rádio Home


Nervosa: Prika Amaral anuncia nova formação da banda

Postado em maio 6th, 2020 @ 12:50 | 86 views

Share |

A banda brasileira Nervosa está de formação nova. Alguns dias após a baixista/vocalista Fernanda Lira e a baterista Luana Dametto anunciarem que haviam deixado a banda, a guitarrista Prika Amaral anunciou em suas redes sociais a nova formação da banda.

As novas integrantes do Nervosa, que continua sendo uma banda 100% feminina, são Diva Satanica (vocal), Mia Wallace (baixo) e Eleni Nota (bateria).

Segue abaixo nota publicada por Prika Amaral em seu perfil do Facebook.

“Nervosa – Nova formação

Depois de dias intensivos com testes com meninas do mundo todo, chegamos a formação oficial.

Foi um pouco complicado fazer os testes a distância, mas pra quem quer sempre dá pra fazer acontecer.

Prika disse:

“Foi uma experiência incrível conhecer mais mulheres competentes. Não foi fácil escolher apenas uma, e dizer não para várias mulheres realmente boas. Mas o quesito está além de competência musical. Envolve disponibilidade, postura profissional, boa comunicação, etc… Mas estou muito feliz com o resultado, e muito confiante, já tenho muita composição guardada e já começamos a compor (que foi um dos testes aplicado). Vamos lançar alguns materiais online até que a situação da Covid-19 se resolva. Garanto que Nervosa vem com força total.”

Para vocalista Diva Satanica foi a escolhida, atualmente ela é vocalista da banda Bloodhunter, onde já fizeram várias apresentações importantes inclusive ao lado da Nervosa.

No baixo temos um nome de peso Mia Wallace, que já tocou com Abbath, Hellhammer, Triumph of Death entre outros.

E na bateria a revelação Eleni Nota, baterista com pegada e muita energia, que atualmente toca na banda de metal progressivo Mask of Prospero e na banda Croque Madame.

A escolha de sermos um quarteto foi para dar gás na Nervosa e mostrar algo diferente, essa é uma nova fase, uma nova Nervosa mas ainda com sua essência thrash/death, com riffs com muita palhetada e pegada forte, baterias rápidas e técnicas, um som de baixo novo e mais pesado com vocais agressivos e super thrash. Uma segunda guitarrista ainda é uma opção, mas não para o momento atual onde envolve muita adaptação e um desafio enorme na logística, mas para um futuro é muito possível.

Obrigada a todos pelo apoio!!”

Deixe seu comentário


Os comentários são postados usando logins do FACEBOOK, HOTMAIL, AOL ou YAHOO