Apoio Contato Promoções Matérias Especiais Programação A Rádio Home


The Troops Of Doom: nova banda de Jairo Guedz (ex-Sepultura)

Postado em junho 25th, 2020 @ 7:26 | 89 views

Share |

Jairo “Tormentor” Guedz, integrante do The Mist e membro da formação original do Sepultura, apresenta a banda de death metal The Troops of Doom, que busca resgatar a essência do estilo feito na década de 1980. “A ideia é explorar uma sonoridade mais primitiva, que transporte o ouvinte para aquela época quase de forma nostálgica”, explicou o guitarrista. Já o vocalista e baixista Alex Kafer (Enterro, Mysteriis, Explicit Hate e ex-Necromancer) acrescenta: “Acredito que o ‘start’ para este projeto tenha sido a participação de Jairo no show do Enterro, outra banda que faço parte. No fim do ano passado, convidei-o para tocar a ‘Bestial Devastation’ quando estávamos fazendo a abertura para o The Mist. Tocar este clássico ao lado do próprio compositor foi um momento especial. Porém, mais especial ainda é estar neste projeto ao lado dele”.

Junto aos dois estão o baterista Alexandre Oliveira (Raising Conviction, Tianastácia e Southern Blacklist) e o guitarrista Marcelo Vasco (Mysteriis e Patria), este também conhecido mundialmente pelo trabalho como artista gráfico. “Jairo e Alex foram os idealizadores, mas logo me chamaram para fazer parte da banda. A experiência está sendo especial para mim, pois aqueles discos da primeira fase do Sepultura obviamente foram parte da minha escola no mundo do metal”, revelou Vasco.

O The Troops of Doom já trabalha em seu EP de estreia, intitulado “The Rise of Heresy”, que contará com seis faixas e tem lançamento previsto para o segundo semestre por meio da Blood Blast, subsidiária digital da gravadora alemã Nuclear Blast. “O direcionamento e o estilo de composição são típicos do que faziam nos anos 80, com linhas que remetem a músicas como ‘Bestial Devastation’ e ‘Morbid Visions’. O EP trará quatro músicas autorais e duas regravações – ‘Bestial Devastation’ e ‘Troops of Doom’”, adiantou Guedz. “Tocar músicas com aquela pegada e regravando estes sons, principalmente ao lado de Jairo, que era do Sepultura na época, não é somente um prazer enorme para mim, mas algo marcante e histórico”, concluiu Vasco.

Deixe seu comentário


Os comentários são postados usando logins do FACEBOOK, HOTMAIL, AOL ou YAHOO