Apoio Contato Promoções Matérias Especiais Programação A Rádio Home
  • Confira a versão 'Super Deluxe' de 40 anos do álbum "Creatures Of The Night" do Kiss aqui na SHOCK BOX!

Dan McCafferty: ex-vocalista do Nazareth, morre aos 76 anos

Postado em novembro 8th, 2022 @ 20:39

Morreu na manhã desta terça-feira (8), aos 76 anos, o vocalista Dan McCafferty. Ele foi integrante do Nazareth desde a fundação da banda até 2013, quando se afastou por problemas de saúde. A causa do falecimento não foi informada.

A informação foi confirmada pela própria banda nas redes sociais. O texto, assinado pelo baixista Pete Agnew, diz: “Dan morreu às 12h40 (horário local) de hoje. É o anúncio mais triste que já tive que fazer. Maryann e sua família perderam um incrivelmente amável marido e pai, eu perdi meu melhor amigo e o mundo perdeu um dos maiores cantores que já viveram. Estou muito triste para dizer algo mais no momento”.

Nascido em Dunfermline, na Escócia, McCafferty esteve no Nazareth durante a maior parte da existência da banda. Influenciado por artistas como Little Richard e Elvis Presley, ele fundou em 1968 o grupo, um dos maiores importantes e influentes do hard rock, ao lado de Agnew, do guitarrista Manny Charlton e do baterista Darrell Sweet. Eles tocavam juntos em um grupo semiprofissional chamado The Shadettes.

O trabalho mais famoso do Nazareth é “Hair of the Dog”, álbum lançado em 1975. Vendeu mais de um milhão de cópias nos Estados Unidos, no embalo de hits como “Love Hurts” (original do The Everly Brothers) e a faixa-título.

Apesar disso, a discografia do grupo é extensa e conta com 25 trabalhos de estúdio lançados até o momento – 23 deles com Dan, sendo “Rock ‘n’ Roll Telephone” (2014) o último. Além do já mencionado “Hair of the Dog”, há de se destacar álbuns como “Razamanaz” (1973), “Loud ‘n’ Proud” (1973), “Rampant” (1974), “Close Enough for Rock ‘n’ Roll” (1976) e “Play’n the Game” (1977).

Todos os trabalhos divulgados pelo Nazareth entre 1973 e 1981 receberam certificação de ouro ou platina no Canadá, por terem ultrapassado 50 mil ou 100 mil cópias vendidas, respectivamente. Por lá, a coletânea “Greatest Hits” (1975) ainda conquistou platina dupla pelas 200 mil unidades comercializadas. No Reino Unido, embora nunca tenham obtido tais certificações, emplacaram três álbuns no top 15 das paradas: “Razamanaz” (1973), “Loud ‘n’ Proud” (1973) e “Rampant” (1974).

Em 2013, McCafferty aposentou-se da função de vocalista em função de problemas de saúde. Ele havia sido diagnosticado com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), condição também chamada de enfisema ou bronquite crônica, que afetava sua performance diante do microfone. Sua vaga foi ocupada temporariamente por Linton Osborne até Carl Sentance assumir o posto, em definitivo, no ano de 2015.

Em entrevista a Martin Popoff, no ano de 2014, o artista disse que conseguia lidar com o problema de saúde em seus anos finais com o grupo, mas sentiu dificuldades ao gravar o álbum “Rock ‘n’ Roll Telephone”: “Eu fui e fiz o que foi necessário, depois fui para os Estados Unidos e acabei parando no hospital em função de uma úlcera, que é algo completamente diferente. Pareceu que eu estava desmoronando. Aí, pelo fato de eu ter perdido muito sangue, obviamente não me encontrava muito bem. Consegui fazer quatro shows no Canadá e aí tive que parar. Não me encontrava em condições de cantar. Depois disso fomos para casa terminar o álbum. Demos um tempo e fomos tocar na Suíça, e eu simplesmente não podia respirar após a terceira música. Foi quando decidi que era hora de parar. Com tristeza, devo dizer”.

Mesmo retirado da área, lançou um álbum solo, “Last Testament”, em 2019. Este foi o terceiro disco de Dan sem banda, sucedendo “Dan McCafferty” (1975) e “Into the Ring” (1987).