Apoio Contato Promoções Matérias Especiais Programação A Rádio Home
  • Confira a versão 'Super Deluxe' de 40 anos do álbum "Creatures Of The Night" do Kiss aqui na SHOCK BOX!

Rival Sons: anuncia o álbum “Darkfighter”

Postado em outubro 15th, 2022 @ 11:46

O Rival Sons anunciou para 10 de março o lançamento de seu próximo álbum de estúdio. Intitulado “Darkfighter”, o trabalho chega através da Low Country Sound, gravadora do produtor de longa data do grupo, Dave Cobb. A distribuição é da Atlantic Records.

O primeiro single, “Nobody Wants to Die”, foi disponibilizado nesta sexta-feira (14) nas plataformas digitais. Acompanha ainda um videoclipe, dirigido por Éli Sokhn e claramente influenciado por filmes de Quentin Tarantino, especialmente “Kill Bill”.

Sobre “Nobody Wants to Die”, o vocalista Jay Buchanan afirma: “Você vive sua vida sabendo que a espada de Dâmocles está pendurada em sua cabeça por um fio. Você está consciente da impermanência de sua existência, mas não pode pensar nisso o tempo todo – ou isso vai estragar sua vida. Eu trabalhava em um necrotério como consultor de serviço por alguns anos, dirigindo e abrindo os carros funerários. Ia a três funerais por dia. Algumas vezes, tinha mais gente do que a capacidade permitia. Outras vezes, seria apenas eu, um padre e um buraco no chão. Não importa quem você é; o grande equalizador está chegando. Pensei nisso porque a música soava como perseguição”.

Com relação a “Darkfighter”, o cantor declarou que o trabalho foi inspirado não só pela pandemia (como não poderia deixar de ser), mas também pelo momento de polarização vivenciado nos Estados Unidos e em outras partes do mundo: “‘Darkfighter’ representa a mitose cultural do isolamento, a pandemia e o tecido nacional dos Estados Unidos ficando cada vez mais solto. Quando eu digo ‘mitose cultural’, é pelas linhas sendo traçadas constantemente. Estamos tão divididos que você não pode ultrapassar as linhas sem ofender alguém. Certamente inspirou minha escrita. Reconhecemos a responsabilidade de colocar uma boa palavra nos ouvidos das pessoas para que também haja uma boa palavra em suas línguas”.

Buchanan destacou ainda que sentiu muita falta do palco no período pandêmico: “Sentimos falta da alegria do show ao vivo e daquela interação mágica. Quando foi tirado de nós, isso me fez querer cantar sobre tópicos que eram importantes. Há temas fortes neste registro com relação a perda de identidade, preservação da alegria e contemplar a luz e a forma novamente”.

Por sua vez, o guitarrista Scott Hilday declara que álbuns são “uma forma saudável de escapismo”. É dessa forma que ele define “Darkfighter”: “Espero que este disco te leve o mais longe possível. Nossa intenção era criar um corpo de trabalho cinematográfico. Assim que as portas se fecham atrás de você, você está envolvido no passeio. Nos afastamos de nossas influências e nos aproximamos do que somos. ‘Darkfighter’ soa como os Rival Sons”.

O novo álbum sucede “Feral Roots”, álbum lançado em janeiro de 2019. O disco anterior do grupo, sexto de sua carreira, foi indicado ao Grammy nas categorias de Melhor Álbum de Rock e Melhor Performance de Rock – com a música “Too Bad” -, mas não venceu em nenhuma das ocasiões.

Track List:
1. Mirrors
2. Nobody Wants to Die
3. Bird in the Hand
4. Bright Light
5. Rapture
6. Guillotine
7. Horses Breath
8. Darkside